Várias instituições e organizações não governamentais vão promover um encontro com a sociedade civil moçambicana para analisar as contribuições para o anteprojeto da lei de prevenção e combate aos casamentos prematuros

Várias instituições e organizações não governamentais vão promover um encontro com a sociedade civil moçambicana para analisar as contribuições para o anteprojeto da lei de prevenção e combate aos casamentos prematuros
Os moçambicanos vão ser chamados a pronunciar-se sobre o anteprojeto de lei de Prevenção e Combate aos Noivados, Casamentos e Uniões Prematuras, durante um encontro marcado para este fim de semana, 24 e 25 de novembro, em vários pontos do país. Segundo a imprensa local, a iniciativa resulta de uma parceria entre o Fórum da Sociedade Civil para os Direitos da Criança, a embaixada do Canadá, ONU Mulheres, Oxfam e agir. O objetivo é apresentar as contribuições já recolhidas junto da sociedade civil para aperfeiçoar o documento legislativo. a proposta de lei é da responsabilidade da assembleia da República, com os contributos da Coligação para Eliminação de Casamentos Prematuros (CECaP), Visão Mundial, Plan Internacional, amplify Change e Terre des Homens, assim como de parceiros estratégicos como a União Europeia e WLS a Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *