O Conselho Pontifício para a Justiça e a Paz publicou uma declaração em que é criticado o “desrespeito do mundo secular” que ridicularizou publicamente o Islão.
O Conselho Pontifício para a Justiça e a Paz publicou uma declaração em que é criticado o “desrespeito do mundo secular” que ridicularizou publicamente o Islão. ao mesmo tempo que o Conselho Pontifício para a Justiça e a Paz (CPJP) fez pública esta crí­tica, foi feito um apelo aos muçulmanos para reciprocar “a solidariedade cristã com os irmãos muçulmanos ofendidos”.
Os cristãos não podem aceitar a “paródia gratuita que envolve sentimentos sagrados”, disse o CPJP, numa referência às caricaturas publicadas na Dinamarca que provocaram confrontos no mundo islâmico. Mas frisaram que os muçulmanos também não podem aceitar “as reacções violentas injustificáveis”.
O Conselho Pontifício, liderado pelo cardeal Renato Martini, chamou a atenção para o facto de que actualmente alguns representantes da igreja são alvo da furiosa resposta do mundo islâmico. Quando o mundo secular joga com a fé islâmica, “os que pagam com as suas vidas são os religiosos consagrados ao diálogo e à paz”, acrescentaram.
Este comunicado foi feito público quando Roma se prepara para o funeral do padre andrea Santoro, o missionário italiano morto por um muçulmano na Turquia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *