Passatempo pode ser utilizado nos telemóveis ou num computador e simula situações da vida real, onde o utilizador é obrigado a tomar decisões comportamentais para poder passar de nível
Passatempo pode ser utilizado nos telemóveis ou num computador e simula situações da vida real, onde o utilizador é obrigado a tomar decisões comportamentais para poder passar de nívelO Movimento Democrático de Mulheres (MDM), em parceria com a Universidade de aveiro (Ua), lançou esta semana um jogo para telemóveis e computadores, destinado sobretudo a adolescentes. O objectivo, segundo os promotores da ferramenta, é prevenir a violência no namoro. É um jogo baseado em princípios não moralistas e não limitadores. a personagem que é criada é completamente costumizada. Eu crio uma personagem que me representa a mim e o meu ou a minha namorada, explicou Joana Lima, do MDM, à agência Lusa, adiantando que a ferramenta permite que os utilizadores vivam uma história de namoro, onde lhes são colocadas situações sobre as quais terão de tomar decisões comportamentais para prosseguir. Denominado Unlove, o jogo pode ser descarregado gratuitamente para os sistemas android e iOS e pode ser usado num computador ou no smartphone’. Destina-se a crianças e jovens com idades entre os 12 e os 18 anos, e foi desenvolvido ao longo de 18 meses, com a realização de várias atividades em escolas secundárias do distrito de aveiro e na Ua, abrangendo mais de duas mil pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *