Depois de Fátima, Braga e açores, também os fiéis da região de Coimbra passam a contar com Eucaristias em língua Gestual Portuguesa. Responsável ligada à iniciativa realça que «Jesus vem para todos, independentemente do seu estado»
Depois de Fátima, Braga e açores, também os fiéis da região de Coimbra passam a contar com Eucaristias em língua Gestual Portuguesa. Responsável ligada à iniciativa realça que «Jesus vem para todos, independentemente do seu estado»Pela primeira vez, houve narração em Língua Gestual Portuguesa (LGP) na Eucaristia das 11h00 na Igreja de São José, em Coimbra, no último domingo, 14 de outubro. Iniciou assim mais um novo serviço destinado aos paroquianos, que tem o objetivo de ajudar os cristãos surdos a acompanharem a liturgia.
Queremos alargar as experiências de eucaristias com lugar para uma comunidade cada vez maior de cristãos com características próprias e aos quais é preciso dar uma resposta adequada, explicou Isabel Vale, do Serviços da Pastoral dos Surdos, lamentado o facto de apenas existirem quatro lugares em todo o país onde se dá resposta a esta situação, de acordo com aquilo que é conhecido.
Creio que lentamente as comunidades começam a perceber que Jesus é de todos e vem para todos, independentemente do seu estado, salientou a responsável, citada pelos serviços de comunicação do Secretariado Nacional da Educação Cristã. Coimbra junta-se assim a outras cidades que fornecem o mesmo serviço: a Basílica da Santíssima Trindade, em Fátima, a Basílica dos Congregados, em Braga, e a Igreja Matriz de Santa Cruz, em angra do Heroísmo (açores).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *