a redução do preço dos medicamentos é “uma bênção”, assim o entende o coordenador Nacional da Pastoral da Saúde, padre Feytor Pinto, a propósito do protocolo hoje assinado.
a redução do preço dos medicamentos é “uma bênção”, assim o entende o coordenador Nacional da Pastoral da Saúde, padre Feytor Pinto, a propósito do protocolo hoje assinado. O protocolo estabelecido entre o governo, através do ministério da Saúde e as indústrias farmacêuticas e que leva à descida de preço dos medicamentos mais caros, é “positivo”, diz o coordenador Nacional da Pastoral da Saúde, padre Feytor Pinto.
“Diminuir o preço dos medicamentos é uma bênção”, adianta este responsável apontando que, “há imensos medicamentos que se perdem, há gente que compra medicamentos e não os toma, e isto não pode acontecer”.
Feytor Pinto espera que a preocupação económica não seja de tal maneira agravante, que “a certa altura deixemos de proporcionar aos doentes os medicamentos de que eles precisam para ter uma qualidade de vida mais real, mais verdadeira, mais eficaz” .
O protocolo, hoje assinado, vai permitir ao governo poupar 90 milhões de euros em 2006, segundo as estimativas. O acordo prevê alterações no método de fixação de preços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *