Peça que retrata a história de vida de uma cidadã nacional que colocou luxos à parte e se dedicou aos mais frágeis, vai ser apresentada nas cidades de Lisboa e do Porto
Peça que retrata a história de vida de uma cidadã nacional que colocou luxos à parte e se dedicou aos mais frágeis, vai ser apresentada nas cidades de Lisboa e do Porto a vida e obra de Libânia albuquerque, uma lisboeta que colocou de lado os salões da nobreza do século XIX para se dedicar aos pobres, que afirmava serem da sua gente, deu origem a um musical, que pode ser visto este mês. Dia 14 de outubro a obra será apresentada no auditório da Boa Nova, no Estoril, às 16h00 e às 21h00. a 21 do mesmo mês, a peça sobe ao palco do Seminário de Vilar, no Porto, às 17h00.

Libânia albuquerque é também conhecida como Madre Clara, ou Mãe Clara, tendo sido responsável pela fundação da Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição (CONFHIC). O musical que traça um retrato da sua vida foi batizado com o nome Clara – Uma luz na noite, e ganha vida através dos atores amadores e voluntários do Grupo de Teatro Musical Religioso (GTMR).

a peça que vai dar a conhecer a vida de Madre Clara, religiosa beatificada em Lisboa em 2011, terá para cima de 30 atores, revelou Tiago Sepúlveda, encenador e fundador do GTMR, em declarações ao jornal Voz da Verdade. O profissional realça o facto do grupo de teatro criado há cinco anos ter como missão especial a evangelização de uma forma artística.

Um dos nossos objetivos é evangelizar através das artes. Tentamos evangelizar, sem ser forçado. Normalmente, no início do ensaio, fazemos um momento de concentração, fazemos uma oração simples, para ver se tudo corre bem, se alguém tem alguma intenção especial pode dizer, e só depois então é que fazemos um pequeno aquecimento físico antes de começarmos o ensaio propriamente dito, explicou o encenador.

após as atuações, o grupo de teatro prossegue a sua vida normal de ateliê, com um encontro semanal às segundas-feiras, entre as 19h00 e as 21h00, na paróquia da Parede, indicou o responsável, frisando que podem juntar-se ao projeto todos quantos desejarem. Outubro marca também o início da integração no teatro dos grupos de pastoral juvenil da paróquia de Parede, em Cascais. Os bilhetes para o musical podem ser adquiridos online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *