antónio Marto, bispo de Leiria-Fátima, considera que os recentes ataques ao Papa Francisco são fruto de «uma manobra Política sem fundamento real», de quem não aceita as reformas que o Pontífice está a fazer na Igreja
antónio Marto, bispo de Leiria-Fátima, considera que os recentes ataques ao Papa Francisco são fruto de «uma manobra Política sem fundamento real», de quem não aceita as reformas que o Pontífice está a fazer na Igreja Há uma oposição, que ultimamente se tornou mais aguda e mais aguerrida, servindo-se dos fenómenos dos escândalos para lançar a culpa e a responsabilidade sobre a pessoa do Papa. Isto fere a unidade da Igreja e esperamos bem que não leve a um novo cisma, afirmou esta sexta-feira, 12 deoutubro, o cardeal e bispo deLeiria-Fátima. Na conferência de imprensa de lançamento da peregrinação internacional aniversária, antónio Marto fez questão de reafirmar a sua comunhão com o Santo Padre, e de lamentar a oposição que se tem feito sentir, muitas vezes dentro da própria Igreja, em relação à linha pastoral do Papa argentino. O cardeal recordou que todas as reformas que se realizam na Igreja encontram sempre oposição, mas neste caso, a novidade é a mediatização destas oposições, sobretudo através das redes sociais, por grupos fortíssimos, minoritários dentro da Igreja, mas muito aguerridos e com um apoio económico muito forte. Na conferência de imprensa, antónio Marto manifestou ainda o seu apoio a todos aqueles que, sem medo nem condescendência lutam contra a corrupção, que é uma espécie de cancro, que vai estendendo as suas ramificações pela sociedade, seja a corrupção e deslealdade na política” ou a hipocrisia e indiferença na própria Igreja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *