Teólogo da Costa do Marfim desafia a Igreja a discutir o problema e a encontrar soluções adequadas para a proteção dos agentes pastorais, cada vez mais ameaçados no continente africano
Teólogo da Costa do Marfim desafia a Igreja a discutir o problema e a encontrar soluções adequadas para a proteção dos agentes pastorais, cada vez mais ameaçados no continente africanoO aumento do número de sequestros e de homicídios de sacerdotes no continente africano exigem à Igreja um debate urgente, para enfrentar o problema e encontrar soluções de proteção, afirma o teólogo marfinense da Sociedade das Missões africanas, padre Donald Zagore. O número de sequestros e homicídios dos quais os religiosos são vítimas continua a crescer de modo desproporcional, dificultando o trabalho de muitos agentes pastorais. É necessário enfrentar esse problema para encontrar soluções adequadas para a proteção dos sacerdotes, sublinha Zagore, citado pela agência Fides. Em reação ao sequestro de um seu confrade no Níger, o sacerdote apela à mobilização de toda a família cristã na luta contra este problema, e pede aos líderes políticos e às forças de segurança que assumem as suas responsabilidades e tomem medidas concretas para assegurar mais segurança a todos os agentes pastorais. Conscientes de que nos encontramos diante de um fenómeno muito perigoso, delicado e complexo para a Igreja africana, a segurança dos sacerdotes permanece sendo, hoje, um grande desafio. Quando um membro da família sofre, toda a família sofre. É mais do que nunca fundamental romper o silêncio para fazer ouvir a própria voz onde é necessário, apela Donald Zagore.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *