Presidente do país defende que a questão migratória deve ser tratada com «sentido de humanidade, solidariedade e respeito». E pede melhores políticas de integração a nível global
Presidente do país defende que a questão migratória deve ser tratada com «sentido de humanidade, solidariedade e respeito». E pede melhores políticas de integração a nível global a mobilidade humana tem vantagens que incluem o reforço da diversidade, a pluralidade, o crescimento e o rejuvenescimento das populações e, neste sentido, o mundo deve lidar com a questão das migrações com sentido de humanidade, solidariedade e respeito, afirmou o Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca. O tratamento a dar a essa questão, independentemente das formas concretas de acolhimento, deve ser visto, perspetivado e solucionado num quadro de respeito pelos direitos humanos, pelos direitos fundamentais das pessoas. Porque humanidade é só uma, sublinhou o governante em declarações à ONU News. Segundo Carlos Fonseca, a migração é um fenómeno positivo: Eles [os migrantes] contribuem para o nosso desenvolvimento e, mesmo do ponto de vista social e cultural, a diversidade e a riqueza cultural que trazem é importante para que Cabo Verde seja um país cada vez mais de promoção de valores e um país de mestiçagem em todos os sentidos da palavra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *