a «verdadeira grandeza» consiste em «servir e dar a vida», apontou o reitor do Santuário de Fátima, perante milhares de peregrinos presentes na Cova da Iria
a «verdadeira grandeza» consiste em «servir e dar a vida», apontou o reitor do Santuário de Fátima, perante milhares de peregrinos presentes na Cova da Iriaapesar da ideia de “serviço” não colher simpatias, é essa que deve ser a postura dos cristãos, apelou Carlos Cabecinhas, sacerdote e reitor do Santuário de Fátima, na Eucaristia da manhã do último domingo, 23 de setembro, no recinto de oração do templo da Cova da Iria.
O responsável explicou que se alguém for questionado sobre a possibilidade de querer ser servo a resposta é que não, e, de facto, verifica-se que a história é marcada, em grande medida, pela necessidade de domínio – De sermos maiores, de impormos a nossa vontade ou desejarmos o reconhecimento – mostrou o sacerdote aos peregrinos, adiantando que não é essa a postura apontada do alto.
Carlos Cabecinhas esclareceu que a ideia de servir não reúne consensos, mas a verdadeira grandeza a que os seres humanos devem aspirar é a de serem servos. Uma vida centrada em nos próprios é uma vida perdida e pelo contrário, uma vida doada aos outros, feita de serviço, é uma vida grande e ganha, realçou o sacerdote, recordando este comportamento que os pastorinhos sempre assumiram.
Os três pequenos videntes não procuraram aplausos ou reconhecimento; em momento algum quiseram ser os primeiros a não ser diante do amor a Deus, lembrou o sacerdote, citado pelos serviços de comunicação do Santuário de Fátima.
Segundo o reitor do templo mariano, à semelhança dos pastorinhos, que tornaram as suas vidas numa oferta a Deus, com uma dedicação única aos outros, também os cristãos são chamados a experimentar a verdadeira grandeza: servir e dar a vida. É isto que significa ser grande, elucidou o responsável.
No último fim de semana, o Departamento de acolhimento de Peregrinos do Santuário de Fátima registou a presença de 81 grupos de peregrinos, entre os quais fiéis oriundos de Espanha, Polónia, Itália, alemanha, Filipinas, Irlanda, Reino Unido, Vietname e Suíça. Destaque para a presença de cerca de 4 mil fiéis, integrantes da Peregrinação da Família Passionista a Fátima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *