Grupos de jovens da etnia oromo apontados como autores dos ataques, nas periferias da capital etíope. Confrontos deixaram mais de 800 pessoas deslocadas, segundo as autoridades

Grupos de jovens da etnia oromo apontados como autores dos ataques, nas periferias da capital etíope. Confrontos deixaram mais de 800 pessoas deslocadas, segundo as autoridades
Os confrontos entre comunidades causaram pelo menos 23 mortos e centenas de deslocados, este fim de semana, nos arredores da capital etíope, adis abeba, segundo informações veiculadas pela agência de notícias oficial ENa. De acordo com o chefe da polícia da região da etnia oromo, alemayehu Ejigu, um grupo organizado cometeu uma série de assassinatos e saques em Burayu, na zona oeste de adis abeba, deixando um rasto de morte e mais de 800 desalojados. Na sequência dos ataques, esta segunda-feira, 17 de setembro, ocorreram várias manifestações de protestos, com os manifestantes a acusar os jovens oromos de atacarem outros grupos étnicos oriundos do sul do país, que se instalaram nas periferias da capital. adis abeba é uma cidade multi-étnica, com cerca de quatro milhões de habitantes. Nos últimos anos, tem registado um forte crescimento demográfico e foi-se estendendo muito para além dos seus limites geográficos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *