a poucos dias de abandonar o cargo de presidente da assembleia Geral das Nações Unidas, Miroslav Lajcák, fez um balanço do seu mandato e declarou-se «moderadamente satisfeito» com os resultados
a poucos dias de abandonar o cargo de presidente da assembleia Geral das Nações Unidas, Miroslav Lajcák, fez um balanço do seu mandato e declarou-se «moderadamente satisfeito» com os resultadosO mundo precisa das Nações Unidas mais do que nunca, no entanto, há governos que parecem não querer entender isso, afirmou o presidente da assembleia Geral da ONU, Miroslav Lajcák, esta sexta-feira, 7 de setembro, num balanço ao seu mandato que termina dentro de 10 dias. Embora considere que se podia ter feito mais, o responsável destacou o pacto mundial para a migração, com ênfase na prevenção de conflitos e manutenção de paz, como um dos momentos mais importantes. Não há uma só pessoa que negue que a migração está a acontecer agora, e no entanto, não tínhamos um único documento internacional ou plataforma, a abordar este fenómeno, disse, em declarações à ONU News. após cessar funções, Lajcák retoma o cargo de ministro dos Negócios Estrangeiros da Eslováquia, e gostava que a sua sucessora continuasse com a agenda da equidade de género e empoderamento das mulheres e com a melhoria das condições para as pessoas com deficiências. Creio que há uma margem de melhoramento para fazer com que o trabalho das Nações Unidas e as nossas reuniões sejam mais acessíveis, adiantou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *