Grupos criminosos estão a saquear e destruir propriedades pertencentes a cidadãos estrangeiros, na África do Sul. agressividade contra brancos não tem poupado nem os refugiados e requerentes de asilo
Grupos criminosos estão a saquear e destruir propriedades pertencentes a cidadãos estrangeiros, na África do Sul. agressividade contra brancos não tem poupado nem os refugiados e requerentes de asilo O alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (aCNUR) manifesta-se extremamente preocupado com a recente onda de violência xenófoba na África do Sul, que já provocou pelo menos quatro mortos na região de Soweto, Johannesburgo, em ataques efetuados por grupos criminosos. Os agressores saquearam e destruíram propriedades de estrangeiros e não pouparam nem os refugiados ou requerentes de asilo. Muitos proprietários de estabelecimentos comerciais de nacionalidade estrangeira também foram atingidos pela violência e ficaram sem os seus principais meios de subsistência. Parente este cenário, o aCNUR lançou um apelo às autoridades sul-africanas para que encontrem rapidamente os responsáveis pelos atos de violência e violação dos direitos humanos e que tomem medidas para evitar futuros ataques e travar a onda xenófoba no país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *