Congresso de teologia vai debruçar-se os problemas e as esperanças das pessoas mais desfavorecidas, e comprometer-se com medidas que possam contribuir para ajudar estes cidadãos
Congresso de teologia vai debruçar-se os problemas e as esperanças das pessoas mais desfavorecidas, e comprometer-se com medidas que possam contribuir para ajudar estes cidadãos Teólogos de todo o continente americano vão rumar a El Salvador, na américa Central, para participarem no terceiro Congresso Continental de Teologia, que vai decorrer de 30 de agosto a 2 de setembro, na Universidade Centro-americana José Simeón Canas, na capital salvadorenha.

O encontro vai decorrer sob o tema Os clamores dos pobres e da terra interpelam-nos. Cinquenta anos da Conferência de Medellín. Pedro Cipollini, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para Doutrina da Fé da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), recorda que a Conferência de Medellín foi um contributo para aplicar o Vaticano II na américa Latina, que identificou que o homem concreto na américa Latina é o pobre.

Nesse sentido, o grande objetivo do encontro será assumir e comprometer-se com os clamores dos pobres e da terra. as conferências, painéis, ateliês, momentos culturais e uma peregrinação aos locais do martírio do futuro santo Oscar Romero, serão momentos do congresso que contribuirão para analisar, a partir dos problemas e das esperanças das pessoas pobres, os novos contextos socioculturais, políticos, eclesiais e teológicos da américa Latina e Caraíbas.

Pedro Cipollini frisa que a temática que dominará o encontro é de extrema importância. Deveria ter diminuído a miséria, mas ela cresceu porque com o aumento das riquezas, cresceu o egoísmo e um mundo que precisa de Deus. antes adorava-se o bezerro de ouro, mas hoje adora-se o ouro do bezerro enquanto os pobres morrem à porta dos ricos, lamentou o prelado, citado pelos serviços de comunicação do Vaticano, demonstrando desta forma a necessidade e importância do encontro que se avizinha, na esperança de que este contribua para ajudar os mais frágeis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *