atividades no Jardim Zoológico consciencializam os visitantes para a captura de aves de canto, um problema que está a transformar as florestas em espaços de silêncio
atividades no Jardim Zoológico consciencializam os visitantes para a captura de aves de canto, um problema que está a transformar as florestas em espaços de silêncioaté ao final do próximo mêssetembro, os fins de semana no Jardim Zoológico de Lisboa contam com ateliês dedicados à campanha Quebra o silêncio, uma iniciativa da associação Europeia de Zoos e aquários (EaZa), que pretende alertar para a eminente extinção de várias espécies de aves de canto do Sudeste asiático. a iniciativa permite aos visitantes elaborar binóculos com recurso a materiais reciclados, observar aves de (a)belharucoa (z)arro, fazer origamis com a silhueta de umMainá-do-bali, a ave canora que é possível conhecer no Jardim Zoológico, e que é a embaixadora da campanha, e ainda participar num laboratório interativo, que permitirá conhecer a anatomia, bem como ascaracterísticasdas aves, através de um programa a três dimensões. através desta campanha, os seus promotores pretendem motivar a criação de condições que tornem possível a futura reintrodução [das aves de canto] no habitat natural, e consciencializar a população para a necessidade premente de conservar estas espécies, indicam os serviços de comunicação do Jardim Zoológico. Promotores e associados da campanha explicam que as florestas da Ásia estão a ficar silenciosas, uma vez que todos os dias, milhares de aves de canto são capturadas na natureza. Os fundos angariados no âmbito da campanha serão utilizados para resgatar e recuperar aves dos mercados ilegais, aumentar a população de aves no habitat e promover a educação ambiental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *