O compromisso com a promoção da paz faz parte da missão evangelizadora da igreja, consistindo em proclamar que “Deus é amor”, disse Bento XVI.
O compromisso com a promoção da paz faz parte da missão evangelizadora da igreja, consistindo em proclamar que “Deus é amor”, disse Bento XVI. O Santo Padre dirigiu estas palavras ao grupo de bispos da República Democrática do Congo que recebeu esta segunda-feira em audiência.
Nos últimos dias o Pontífice recebeu cada um dos bispos em audiência particular. Estes encontros permitiram que os bispos fizessem um relatório na primeira pessoa sobre a crise que atinge as suas comunidades desde 1998, quando começou a guerra, uma disputa pelos enormes recursos naturais do país.
a guerra, que deixou três milhões de mortos, terminou oficialmente em 2003, mas os seus efeitos ainda se fazem sentir. Fazendo referência aos relatórios que os bispos fizeram, o Papa reconheceu “as difíceis condições em que exercem o seu ministério”. “Os conflitos do passado e a insegurança que persiste deixam feridas profundas na população, levando à passividade e à falta de coragem”.
Bento XVI encorajou os bispos a incentivar os católicos congoleses “a unir forças com os habitantes do país para trabalhar pela paz e a reconciliação. Que possam ser defensores corajosos da dignidade humana e testemunhas da caridade de Cristo para construir uma sociedade cada vez mais fraterna!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *