Cerimónia de tomada de posse foi uma ocasião para lembrar os bombeiros envolvidos no combate ao fogo na região
Cerimónia de tomada de posse foi uma ocasião para lembrar os bombeiros envolvidos no combate ao fogo na região a comunidade paroquial de Monchique acolheu Tiago Veríssimo, novo pároco de Monchique, alferce e Marmelete, ao final da tarde do último domingo, 5 de agosto, com alegria e entusiasmo, mas também com preocupação devido ao incêndio na região, que não permitiu a muitos fiéis estarem presentes na cerimónia.
a Eucaristia de tomada de posse do novo prior foi presidida por Manuel Quintas, bispo do algarve, que realçou que a humildade é a condição essencial para escutar que é o primeiro degrau da verdadeira sabedoria. É importante ter o coração aberto a todos, mas particularmente aos mais fragilizados em tantas situações de vida, aconselhou o prelado ao novo prior, de 30 anos de idade.
Parti com muita confiança e com a certeza que encontrarás neste povo de Monchique e nas restantes paróquias que te são confiadas alguém que está para te ajudar, disse ao novo pároco. Durante a celebração, Nuno Coelho e José Chula tomaram também posse como vigários paroquiais daquelas paróquias.
a Eucaristia foi ainda uma ocasião para orar pelos soldados da paz. Vamos ter presente todos os bombeiros que estão a combater o incêndio aqui em Monchique, para que o seu esforço seja compensado e possam vencer este incêndio e não permitir que ele se torne um flagelo aqui para a população deste concelho. Que o Senhor lhes dê forças, esteja com eles e torne fecundo o seu esforço e o seu serviço ao bem comum, disse Manuel Quintas.
após a celebração e um momento de boas-vindas ao novo pároco, Tiago Veríssimo disse assumir o seu novo serviço com disponibilidade para acolher a vida de cada um com os seus problemas, alegrias e tristezas. acima de tudo venho aprender a ser padre e venho para continuar a aprender a ser cristão. E a ser cristão aprendemos uns com os outros, corrigindo-nos uns aos outros. Por isso, sempre que tiverem alguma coisa que corrigir em mim não tenham medo de me chamar a atenção e eu agradeço porque é assim que a gente aprende a crescer, disse aos fiéis, citado pelo jornal diocesano Folha do Domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *