autorização especial de permanência permite o acesso aos serviços nacionais básicos de educação e saúde, assim como o direito a trabalhar. Governo colombiano estima que se encontram no país mais de 800 mil venezuelanos
autorização especial de permanência permite o acesso aos serviços nacionais básicos de educação e saúde, assim como o direito a trabalhar. Governo colombiano estima que se encontram no país mais de 800 mil venezuelanos O governo colombiano concedeu uma autorização especial de permanência para os migrantes venezuelanos, por um período de dois anos, o que constitui um passo fundamental para garantir os direitos básicos à população venezuelana que tem chegado ao país, congratularam-se os responsáveis das Nações Unidas. O decreto permitirá a regularizar a situação de 442 mil imigrantes. a autorização especial permite a residência durante dois anos aos cidadãos do país vizinho que foram registados durante a ação de Registo administrativo de Migrantes Venezuelanos realizada entre abril e junho.com este documento, os venezuelanos terão acesso aos serviços básicos de educação e saúde, e podem entrar no mercado de trabalho. Segundo os elementos recolhidos no âmbito deste processo, menos de metade das crianças registadas em idade escolar estão a estudar e só 1,1 por cento dos registados estão assinalados no sistema de saúde, pelo que a medida constitui um passo fundamental para garantir os direitos básicos dos migrantes venezuelanos e combater a exploração, referiu a ONU, em comunicado. a organização assegurou ainda, que através das suas agências para os refugiados e migrações, irá continuar a trabalhar com as autoridades e os seus parceiros para ampliar a assistência humanitária, técnica e financeira, que responda às necessidades dos migrantes, assim como às dos colombianos que regressaram do país vizinhos e das comunidades de acolhimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *