Criança estava a dormir e os raptores destruí­ram uma parede exterior do quarto para a levar. Os pais só se aperceberam mais tarde do sucedido e apresentaram queixa na polícia
Criança estava a dormir e os raptores destruí­ram uma parede exterior do quarto para a levar. Os pais só se aperceberam mais tarde do sucedido e apresentaram queixa na polícia as autoridades policiais moçambicanas estão a investigar mais um rapto de uma criança de 10 anos, com albinismo, registado na cidade de Lichinga, província de Niassa, no norte do país, noticiou a imprensa local, esta quarta-feira, 11 de julho. De acordo com o relato do pai da vítima, os autores do rapto destruíram uma das paredes do quarto onde a criança dormia e levaram-na para parte incerta.como a casa é feita de material precário, os pais não se aperceberam da situação no momento da ocorrência. Em alguns países africanos, como é o caso de Moçambique, existem crenças de que os rituais com órgãos de pessoas com albinismo podem trazer a fortuna. E são vários os casos de assassinatos ou mutilações relacionados com as superstições, sobretudo no norte do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *