a cerimónia será uma ocasião para recordar e alertar para o caso daqueles que morrem enquanto fogem da violência e de más condições de vida
a cerimónia será uma ocasião para recordar e alertar para o caso daqueles que morrem enquanto fogem da violência e de más condições de vidaO Papa Francisco vai presidir a uma Eucaristia com refugiados, na Basílica de São Pedro, no Vaticano. a celebração está agendada para esta sexta-feira, 6 de julho, e deverá ser uma forma de assinalar o quinto aniversário da sua visita à ilha de Lampedusa, em Itália.
Vai ser um momento de oração pelos defuntos, pelos sobreviventes e por aqueles que os assistem, explica Greg Burke, porta-voz do Vaticano, em comunicado. Deverão marcar presença na celebração cerca de 200 cidadãos, entre refugiados e pessoas que os acompanham.
a visita do Santo Padre à ilha italiana teve lugar a 8 de julho de 2013, e foi uma ocasião para alertar para o drama de milhares de migrantes que perdem a vida no Mar Mediterrâneo, ao tentarem entrar no continente europeu.
Neste mundo da globalização, caímos na globalização da indiferença. Habituamo-nos ao sofrimento do outro, não nos diz respeito, não nos interessa, não é responsabilidade nossa, referiu na altura o Sumo Pontífice.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *