Redução da colheita deixa a população das regiões de Gaza e Inhambane com necessidade de assistência alimentar urgente. a insegurança alimentar pode estender-se ao centro do país
Redução da colheita deixa a população das regiões de Gaza e Inhambane com necessidade de assistência alimentar urgente. a insegurança alimentar pode estender-se ao centro do país as províncias de Gaza e Inhambane, no sul do Moçambique, estão a enfrentar uma situação de crise alimentar, segundo dados revelados pela Rede de Sistemas de alerta antecipado de Fome, que colocam aquelas zonas no nível três, numa escala de um a cinco. Depois de uma redução da colheita e de uma estação principal com produção abaixo da média, os resultados da crise já são visíveis nas áreas semiáridas de Gaza e Inhambane, exigindo assistência alimentar urgente, refere o relatório da rede, citado pela agência Lusa. a maioria da população moçambicana pratica agricultura de subsistência, tirando das suas hortas os produtos com que as famílias se alimentam. Porém, a quebra na produção está a deixar muitos agregados familiares em insegurança alimentar, um problema que pode alastrar a outras regiões do país. Prevê-se que a segurança alimentar se deteriore e se estenda a outras áreas do sul e centro, principalmente a Tete, até janeiro de 2019, aponta o relatório, ressalvando, no entanto, que na região norte e em algumas áreas centrais, o risco mínimo deverá prevalecer devido a condições favoráveis, disponibilidade de alimentos e acesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *