Governo nipónico doou uma verba para apoiar atividades na área da comunicação comunitária e da assistência psicológica às famílias afetadas pelo novo surto da doença
Governo nipónico doou uma verba para apoiar atividades na área da comunicação comunitária e da assistência psicológica às famílias afetadas pelo novo surto da doença O Japão destinou cerca de 600 mil euros ao Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para ajudar a República Democrática do Congo (RDC) a lutar contra a propagação do ébola. O país enfrenta um novo surto da doença desde maio último, que já provocou a morte a mais de duas dezenas de pessoas. O apoio vai ajudar-nos a continuar com as nossas atividades de forma a travar a doença e a acabar com o surto de ébola num futuro próximo, afirmou Gianfranco Rotigliano, representante do UNICEF na RDC, explicando que os fundos atribuídos por Tóquio serão usados para apoiar atividades na área da comunicação comunitária e da assistência psicológica às famílias afetadas. O atual surto foi declarado no passado dia 8 de maio, na região de Bikoro, no noroeste do país. Este é o nono surto da doença na RDC, desde 1976, e pelo menos 28 pessoas já morreram infetadas pelo vírus. Há um mês foi lançada uma campanha de vacinação, que chegou a mais de 3. 000 pessoas. O ébola é altamente contagioso e é transmitido por contacto direto com fluídos ou secreções corporais de pessoas infetadas, mortas ou vivas. Pode ser transmitida também através do contacto direto com superfícies, objetos ou roupas contaminadas com fluídos de doentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *