Número de requentes de asilo e de refugiados quase que duplicou nos últimos três anos. Maioria dos migrantes é proveniente da República Democrática do Congo, Burundi, Ruanda e Somália
Número de requentes de asilo e de refugiados quase que duplicou nos últimos três anos. Maioria dos migrantes é proveniente da República Democrática do Congo, Burundi, Ruanda e Somália O número de requerentes de asilo e de refugiados em Moçambique tem vindo a crescer de ano para ano, tendo passado de 26 mil em 2015, para mais de 40 mil em maio deste ano, revelou o diretor do Instituto Nacional de apoio aos Refugiados, antónio Inácio Júnior. a maioria dos refugiados é proveniente da República Democrática do Congo, Burundi, Ruanda e Somália, afirmou o responsável, sublinhando que o custo para a manutenção dos migrantes é muito elevado, pois grande parte deles é dependente e quase não tem competências profissionais. Inácio Júnior disse ainda que o centro de acolhimento de Maratane, na província de Nampula, tem neste momento 13,5 mil refugiados ou requerentes de asilo, dos quais apenas 9,7 mil estão ativos. Por isso, está a ser feito um esforço conjunto para dar formação aos migrantes, para que possam gerar rendimentos e garantir o próprio sustento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *