Governo de Bogotá estima que perto de 850 mil crianças, com idades entre os cinco e os 17 anos, estão a trabalhar no país. Há centenas delas que são vítimas de trabalho infantil
Governo de Bogotá estima que perto de 850 mil crianças, com idades entre os cinco e os 17 anos, estão a trabalhar no país. Há centenas delas que são vítimas de trabalho infantil Uma campanha contra a exploração infantil desencadeada pelo governo colombiano permitiu descobrir recentemente 5. 000 novos casos no país, sendo que mais de 300 das vítimas são menores de nacionalidade venezuelana. as autoridades estimam que cerca de 850 mil crianças, com idades entre os cinco e os 17 anos, estejam no mercado de trabalho. Segundo a legislação colombiana, os menores de 15 anos não podem trabalhar e aqueles superem a idade mínima estabelecida não podem ocupar empregos que coloquem em perigo a sua vida ou a integridade física. ainda assim, foram encontrados menores a trabalhar em espaço público, em semáforos, áreas rurais e mercados. Entre as vítimas identificadas encontram-se pelo menos 350 menores venezuelanos, que foram vítimas de exploração infantil na Colômbia desde março passado, especialmente nas províncias que fazem fronteira com a Venezuela. O trabalho infantil é uma fábrica de desigualdades, pois uma criança que trabalha não tem as mesmas oportunidades do que aquela que estuda, alerta a coordenadora do Instituto Colombiano de Bem Estar Familiar, Karen abudinen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *