Depois de uma seca severa que deixou milhões de pessoas à beira da fome, o país enfrenta um nível recorde de tempestades que estão a causar muitas inundações e a deixar milhares de moradores sem abrigo
Depois de uma seca severa que deixou milhões de pessoas à beira da fome, o país enfrenta um nível recorde de tempestades que estão a causar muitas inundações e a deixar milhares de moradores sem abrigoO Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) alerta para a difícil situação em que se encontram milhares de crianças na Somália, devido às fortes tempestades que têm assolado o país e às consequentes inundações que já desalojaram pelo menos 230 mil pessoas. Depois de quatro temporadas de secas, que deixaram a população à beira da fome, o país enfrenta um nível recorde de tempestades, que está a agravar a situação de vulnerabilidade das famílias. Já havia 2,6 milhões de habitantes desabrigados devido às secas e ao conflito, a que se juntam agora os desalojados pela chuva. Segundo o UNICEF, metade das crianças com menos de cinco anos ( perto de 1,2 milhões) sofrem de desnutrição aguda. E as chuvas ajudam a espalhar doenças que podem ser fatais para crianças que não estão a ser alimentadas e que, por isso, já estão exaustas e com o sistema imunitário fraco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *