Foi superior regional do Instituto Missionário da Consolata em Portugal, durante seis anos, é missionário da Consolata há 48.
Foi superior regional do Instituto Missionário da Consolata em Portugal, durante seis anos, é missionário da Consolata há 48. De regresso à missão, na Tanzânia, que já conhece, o padre Luís Tomás afirma: “Não levo nenhuma receita milagrosa nem ninguém está a contar comigo para solução de problemas intratáveis. Levo-me a mim mesmo e os modestos recursos de que neste momento da vida eu disponho. O meu sonho é dar-me à missão dentro destes limites e penso encontrar lá espaço para esse exercício”.
a Fátima Missionária on line inicia hoje uma série de entrevistas aos missionários que, na peregrinação da Consolata a Fátima, a 18 de Fevereiro, serão enviados em missão. Nas três semanas que antecedem a peregrinação, a intenção é proporcionar aos leitores um maior conhecimento sobre estes dois sacerdotes do IMC e uma irmã das Missionárias da Consolata.
Iniciamos com a entrevista ao padre Luís Tomás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *