Já são 350 grupos e envolvem 3500 fiéis. Os pequenos grupos da diocese de Portalegre e Castelo Branco têm como objectivo rezar, reflectir e unir as pessoas.

Já são 350 grupos e envolvem 3500 fiéis. Os pequenos grupos da diocese de Portalegre e Castelo Branco têm como objectivo rezar, reflectir e unir as pessoas.
Reflectir, rezar e unir. a diocese de Portalegre e Castelo Branco criou pequenos grupos de estudo, reflexão e oração com o objectivo de fortalecer as relações de vizinhança e aprofundar a comunhão entre os cristãos.
actualmente são cerca de 350 os grupos que estão a funcionar em 60 por cento das paróquias e incluem 3500 pessoas.
Os grupos começaram a funcionar, com reuniões quinzenais, em casas de família ou noutros lugares. Em cada reunião, há um animador que dirige o encontro sobre um tema.
“Hoje nos meios rurais as pessoas vivem muito isoladas, não têm meios, ocasiões ou motivação para se reunirem e quebrarem esse isolamento. Se forem membros do grupo, a própria reunião do grupo vai fazer com que as pessoas se aproximem”, diz D. José Alves, bispo da diocese.
Esta é uma aposta do bispo José Alves que está a efectuar a sua primeira visita pastoral ao arciprestado de abrantes. E deste arciprestado, com 17 paróquias, 82 por cento das mesmas aderiram ao método dos pequenos grupos, proposto pelo bispo diocesano.
Nesta visita ao arciprestado de abrantes, o bispo José Alves quer conhecer a realidade da região, em todas as suas vertentes, e apela aos políticos para se dedicarem mais aos problemas da interioridade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *