Levada à letra a afirmação que não pode faltar o indispensável a membros da comunidade cristã, está aberta a reflexão sobre a primeira encí­clica de Bento XVI.
Levada à letra a afirmação que não pode faltar o indispensável a membros da comunidade cristã, está aberta a reflexão sobre a primeira encí­clica de Bento XVI. a primeira encí­clica de Bento XVI exige das comunidades cristãs uma outra resposta, salienta a presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz, Manuela Silva.
“Na linha da tradição das primeiras comunidades, o Papa afirma que não é tolerável que continue a haver, nas nossas comunidades, pessoas a quem falta o indispensável para uma vida digna”.
Ora, levada às últimas consequências, este pensamento, “isso implicaria um novo dinamismo nas comunidades cristãs, quer na sua organização, quer na busca de soluções mais justas para a sociedade humana”, afirma.
é positivo e encorajador ” salienta esta responsável ” a escolha do tema da revelação de Deus que é amor para a sua primeira encí­clica e abre caminho a uma reflexão por parte das comunidades cristãs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *