O bispo auxiliar de Lisboa considera que a primeira encí­clica do Papa Bento XVI é muito apelativa e é um convite aos cristãos como resposta ao amor de Deus.
O bispo auxiliar de Lisboa considera que a primeira encí­clica do Papa Bento XVI é muito apelativa e é um convite aos cristãos como resposta ao amor de Deus. “Considero-a uma espécie de cartão-convite a respondermos ao amor de Deus com uma Caridade resistente e firme. Não nos põe senão numa atitude de dizer: acede, entra, acolhe. Não há nada mais forte do que dizer que a centralidade do amor é a opção fundamental do cristão”.
Quem o afirma é o bispo auxiliar de Lisboa, Carlos azevedo a propósito da encí­clica “Deus é amor”, divulgada hoje pelo Vaticano. Este documento está dividido em duas partes: uma sobre o amor, outra sobre a caridade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *