ainda não há notícias do médico espanhol, José Vicente Colasta, e do seu filho Sérgio, trabalhadores humanitários com a organização não governamental venezuelana “Fundación Tierra Viva”.
ainda não há notícias do médico espanhol, José Vicente Colasta, e do seu filho Sérgio, trabalhadores humanitários com a organização não governamental venezuelana “Fundación Tierra Viva”. Há já quatro dias que, na província de Darién, pai e filho desapareceram já perto da fronteira com a Colômbia. a polícia do Panamá confirmou que os dois foram vistos pela última vez na sexta-feira perto de Jaqué, a 45 quilómetros da fronteira, onde, segundo o jornal “La Prensa”, podem ter sido raptados por um grupo de uma cidade colombiana vizinha.
O governo colombiano aceitou colaborar com a investigação. Tanto o pai como o filho, junto com outras 20 pessoas, davam assistência aos refugiados colombianos da região.
a província de Darién, a maior e mais pobre do Panamá, é habitada principalmente por indígenas e camponeses, sendo palco de frequentes incursões por parte dos guerrilheiros e paramilitares colombianos. é também lugar de passagem obrigatório para os sul-americanos que pretendem imigrar para os Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *