Pelo menos 12 pessoas ficaram feridas quando um grupo de muçulmanos tentou impedir uma comunidade cristã de transformar uma casa numa igreja.
Pelo menos 12 pessoas ficaram feridas quando um grupo de muçulmanos tentou impedir uma comunidade cristã de transformar uma casa numa igreja. Oficiais das forças de segurança disseram que os muçulmanos incendiaram os materiais para a construção em Odaysat, perto de Luxor. Vários membros de ambas as comunidades, e dois polícias, resultaram feridos nos confrontos que se seguiram. Este foi o último de uma série de incidentes religiosos violentos nos últimos meses.
Um oficial da polícia, citado pela agência Reuters, disse que os cristãos não tinham autorização para construir a igreja. Segundo o relatório da polícia, 10 jovens foram detidos, assim como os donos da casa.
Calcula-se que a comunidade copta corresponda a 10 porcento dos 70 milhões de habitantes do Egipto. Porém, há grandes restrições à construção de igrejas, apesar de um decreto presidencial ter facilitado o processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *