a basílica do Rosário de Nossa Senhora de Fátima esteve cheia de fiéis que quiseram passar a última noite do ano em oração. a fé alimenta a esperança num futuro de paz.
a basílica do Rosário de Nossa Senhora de Fátima esteve cheia de fiéis que quiseram passar a última noite do ano em oração. a fé alimenta a esperança num futuro de paz. a simplicidade e a oração foram as notas dominantes da última eucaristia de 2005, celebrada no Santuário de Fátima. Centenas de pessoas – a basílica esteve completamente cheia – participaram, agradecendo os benefí­cios recebidos do Senhor ao longo de 2005.
O bispo da diocese de Leiria-Fátima, Serafim Ferreira Sousa e Silva, que presidiu à celebração coadjuvado por mais de duas dezenas de sacerdotes, ressaltou a importância da fé. “Somos uma mesma Igreja, una, santa, católica”, frisou, assinalando ter-se juntado na celebração concelebrantes dos cinco continentes. Da Ásia, estiveram sacerdotes da Índia, referiu, salientando a presença de religiosas que vieram de Lisboa, Santarém e Espanha, para este momento de final de ano.
Na homilia, o prelado apontou a tarefa de construção de um mundo com paz. “aquele que busca, pratica e celebra é dono da paz. Está ao seu alcance”. Serafim Ferreira Sousa e Silva frisou a importância de uma fé viva. “Devemos ser firmes na fé. Paulo sublinha isso na carta aos Corí­ntios: «Recebestes a graça e a paz»”.
ainda que nem sempre os cristãos tenham sido preserverantes na fé, em jeito de balanço o bispo diocesano lembra que, no silêncio do encontro com Deus, Este tem para cada um de nós, uma palavra de esperança.
Depois da eucaristia e de alguns momentos de adoração do santíssimo, centenas de pessoas rezaram o terço, na Capelinha das aparições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *