Os observadores da União Europeia retiraram da fronteira entre Gaza e o Egipto na sexta-feira, depois da polícia palestiniana ter fechado a fronteira em protesto pela morte de um colega.
Os observadores da União Europeia retiraram da fronteira entre Gaza e o Egipto na sexta-feira, depois da polícia palestiniana ter fechado a fronteira em protesto pela morte de um colega. a abertura da fronteira foi vista como um teste à possibilidade da Palestina ser um estado independente. Mas a insegurança tem estado a crescer desde que Israel se retirou da Faixa de Gaza, depois de 38 anos de ocupação. a luta pelo poder entre a polícia, os grupos armados e as facções envolvidas nos cinco anos de luta contra Israel condicionam também a eleição parlamentar do próximo mês.
Segundo testemunhas, os polícias, apoiados por homens armados da principal facção palestiniana, Fatah, impediram os veículos de chegar à fronteira de Rafah.
Um porta-voz dos observadores da União Europeia presentes no terminal de Rafah disse que todo o pessoal retirou para Israel, enquanto a autoridade Palestiniana tenta pôr termo ao bloqueio armado. ” a polícia palestiniana aconselhou-nos a partir”, disse o porta-voz, Júlio de la Guardiã. ” a fronteira de Rafah fechou porque os observadores se foram embora”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *