Rodeado de jovens e em ambiente informal, o bispo resignatário de Dí­li falou da paz.
Rodeado de jovens e em ambiente informal, o bispo resignatário de Dí­li falou da paz. ” a paz não é somente a ausência de guerra”, disse o bispo D. Ximenes Belo, ontem em Fátima. Para o antigo bispo de Dí­li, um dos grandes mentores da luta pela causa timorense, “as corridas aos armamentos não garantem a paz, por isso cada cidadão, cada governante, cada estudante, deve trabalhar no sentido de evitar as guerras”.
” a paz que queremos que exista no mundo que seja uma paz verdadeira, que não seja apenas ausência da guerra, mas também que assente no respeito pelos direitos humanos, no estabelecimento de um estado de direito, onde haja o respeito pelas leis, onde reine o sistema democrático, e onde o povo seja soberano”, afirmou D. Ximenes Belo, acrescentando que “esses princípios são válidos tanto para os Estados Unidos, como para a américa, como para Timor Leste, como para a Coreia do Norte”.
a deslocação de D. Ximenes Belo a Fátima inseriu-se no âmbito de uma visita que realizou terça e quarta-feira desta semana a Ourém e que levou o Nobel da paz a várias escolas do concelho.
à chegada a Ourém, D. Ximenes Belo foi recebido por David Catarino, presidente da Câmara de Ourém, que ofereceu o apoio da câmara e dos oureenses a uma cidade ou localidade timorense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *