Os missionários portugueses chegaram à Índia em 1517 e os protestantes no século XIX. O primeiro missionário a pregar na Índia terá sido São Tomé.
Os missionários portugueses chegaram à Índia em 1517 e os protestantes no século XIX. O primeiro missionário a pregar na Índia terá sido São Tomé. Terá sido São Tomé o primeiro a pregar o proselitismo na Índia. Conhece-se a existência de comunidades cristãs na Índia, pelo menos, desde o século IV. No século VI, essas comunidades “aparecem já na dependência da Igreja caldaica ou sirí­aca oriental, dita nestoriana, situação que se prolonga até finais do século XVI”, frisou o professor Luís Filipe Thomaz, na conferência subordinada ao tema “percurso histórico do Cristianismo na Índia”.
ao longo da sua exposição, o especialista em História lembrou que, em 1517, quando os portugueses chegam à Índia, um armador arménio, os terá levado ao túmulo de São Tomé.
Foram então os missionários portugueses a introduzir, na Índia, o cristianismo na sua versão latina. O maior incremento da missionação portuguesa ali efectua-se depois da chegada dos primeiros jesuítas, nomeadamente São Francisco Xavier, em 1542.
a partir de 1600 esta hegemonia portuguesa passa a ter um forte concorrente: a “Propaganda Fide”, organismo dependente do Vaticano, enquanto os portugueses dependiam do Padroado Português do Oriente.
a partir do século XVIII, efectua-se a gradual substituição dos missionários estrangeiros por sacerdotes indianos. “O passo, ao mesmo tempo mais precoce e mais significativo, é a criação da congregação do Oratório de Goa (1682)”, salientou Luís Filipe Thomaz.
a entrada relevante de missionários protestantes no território indiano acaba por acontecer no século XIX, levando à formação de igrejas anglicanas e protestantes ao lado das católicas e ortodoxas, já existentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *