a polícia brasileira revelou pormenores sobre uma operação em curso para proteger uma das tribos indígenas mais isoladas da bacia do amazonas.
a polícia brasileira revelou pormenores sobre uma operação em curso para proteger uma das tribos indígenas mais isoladas da bacia do amazonas.
Foram detidas 29 pessoas no estado de Mato Grosso por terem penetrado nas terras da tribo Rio Pardo, baptizada com o nome de um rio local. Os detidos são homens de negócios, madeireiros e exploradores da terra. “Já não há mais intrusos na região”, disse Marcos antónio Farias, chefe da polícia federal, à agência Reuters. Pensa-se que os detidos sejam membros de uma associação de fazendeiros que pretendem cultivar a vasta região.
Não se sabe quase nada sobre a tribo Rio Pardo, nem sequer a linguagem é conhecida. Vivem tão isolados, que tem sido difícil provar a sua própria existência. a televisão brasileira mostrou esta semana as primeiras imagens de membros da tribo. Já há alguns meses, especialistas tinham encontrado aldeias abandonadas, instrumentos de caça e provisões de frutos e nozes que se acredita tenham sido propriedade da tribo.
O presidente estadual da Fundação Nacional do índio (Funai), Sydney Possuelo, advertiu que a tribo corre o risco de ser “aniquilada”, caso não sejam tomadas medidas para proteger os Índios. activistas dos direitos humanos locais pediram ao governo brasileiro para criar uma reserva de modo a proteger a terra dos Índios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *