as Nações Unidas disseram que o conflito armado nepalês pode recomeçar caso o governo não se una ao cessar-fogo unilateral declarado pelos rebeldes maoí­stas.
as Nações Unidas disseram que o conflito armado nepalês pode recomeçar caso o governo não se una ao cessar-fogo unilateral declarado pelos rebeldes maoí­stas. a directora do departamento dos direitos humanos das Nações Unidas (ONU), Louise arbour, expressou a sua preocupação a 1 de Dezembro, um dia antes de expirarem os três meses de cessar-fogo proclamados pelos rebeldes. “Estou seriamente preocupada com a possibilidade muito real de que o conflito armado volte a recomeçar”, disse arbour na sua declaração.
O rei do Nepal, Gyanendra, deve regressar nesse mesmo dia de uma visita a países estrangeiros. Cerca de 12 mil pessoas morreram no Nepal nos dez anos da rebelião que procura substituir o regime monárquico. O governo tem recusado reciprocar o cessar-fogo, alegando que os rebeldes estão a usar este tempo para rearmar-se e reagrupar-se.
Se os maoí­stas extenderem a trégua, vai aumentar a pressão sobre o governo para que avancem com uma resolução pacífica do conflito. a monarquia no Nepal perdeu muita da sua popularidade ao reclamar para si o poder directo, em Fevereiro deste ano.
Recentemente, os rebeldes e a a coligação dos sete partidos da oposição chegaram a acordo num programa desenhado para pôr termo ao poder directo do rei Gyanendra e restaurar a democracia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *