O ministro belga para o desenvolvimento e a cooperação, procura apoio dos seus homólogos da União Europeia para a sua proposta de criar campos de formação para a paz, em colaboração com a União africana.
O ministro belga para o desenvolvimento e a cooperação, procura apoio dos seus homólogos da União Europeia para a sua proposta de criar campos de formação para a paz, em colaboração com a União africana. a apresentada por armand de Decker é reforçar a coesão entre os estados africanos e os próprios estados europeus,no trabalhoconjuntoem assuntos de segurança. Seriam construídos centros de treino naÁfricaonde se daria uma formação adequadasobre amanutenção da paz às forças armadas africanas e europeias.
Decker apresentou esta proposta ao conselho europeu para as relações exteriores esta semana, um mês antes da cimeira dos chefes de estado europeus, que deve adoptar a Estratégia Europeia para a África de 2005-20015, previamente aprovada pelo corpo executivo da União Europeia.
Caso esta proposta seja aceite, a União africana participaria na discussão de como implementar a ideia. Os assuntos relativos ao financiamento ainda não foram estudados.
Desde a independência da África, a querra foi uma constante em muitos dos países do continente, milhares de pessoas perderam a vida e milhões foram obrigados a abandonar tudo e deslocar-se. Várias missões de manutenção da paz, apoiadas pelas Nações Unidas, pela União africana e por outros corpos regionais, foram estabelecidas em África e são conduzidas por forças militares sem qualquer preparação específica. algumas das missões falharam por falta de fundos e por falta de formação adequada para as forças militares envolvidas.
Na mesma ocasião, Decker sugeriu também a abertura de escolas de administração, comércio e gestão, também em parceria entre os dois continentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *