a líder do partido indiano no governo, Sonia Gandhi, prometeu punir todos os culpados de ter beneficiado do programa de petróleo por alimentos das Nações Unidas para o Iraque.
a líder do partido indiano no governo, Sonia Gandhi, prometeu punir todos os culpados de ter beneficiado do programa de petróleo por alimentos das Nações Unidas para o Iraque. O ex-ministro dos negócios estrangeiros, Natwar Singh e o partido no governo foram nomeados no relatório das Nações Unidas (ONU) relativo ao escândalo de abuso do programa petróleo por alimentos. ambos negam ter infringido as normas do programa. Singh demitiu-se do cargo de ministro dos negócios estrangeiros depois do governo ter anunciado investigações sobre as alegações.
Gandhi recusou a sugestão de estar a proteger Singh. Obviamente esperamos os resultados do inquérito. actuaremos se for comprovada a acusação contra qualquer individuo que tenha participado nessas actividades, palavras de Gandhi publicadas na imprensa indiana.
Espero que se apure a verdade o mais rapidamente possível. Qualquer individuo que não seja inocente enfrentará as consequências… Não podemos continuar a fechar os olhos quando estas coisas acontecem, disse.
Segundo a association Press, Gandhi disse que as alegações são um assunto muito sério. Confesso que me senti ferida por este assunto. Não só isso, deixou-me extremamente zangada, disse.
O governo indiano informou que um juiz do supremo tribunal vai liderar a investigação das alegações.
Natwar Singh é a primeira figura política que caiu depois da publicação do relatório da ONU, onde se afirma que mais de duas mil empresas fizeram pagamentos ilegais ao governo de Saddam Hussein.
De acordo com o programa da ONU, o governo do Saddam Hussein podia vender petróleo desde que os ingressos fossem usados para comprar ajuda humanitária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *