Outro foco nas notícias. é este o desafio lançado por Laurinda Alves. Porque há coisas boas que acontecem e não são notícia.
Outro foco nas notícias. é este o desafio lançado por Laurinda Alves. Porque há coisas boas que acontecem e não são notícia. Há um problema de comunicação da Igreja, afirmou Laurinda Alves, directora da Xis, durante o atelier Estar contra a corrente.
a jornalista explicou que a tendência é que ficamos a pregar para convertidos e não vamos fora da Igreja.
Ou seja, quando as vozes apontam para ser prova da não fé em Deus, o maior mistério é acreditar.
O desafio que se impõe é a igreja e instituições a ela ligadas publicitarem mais o que fazem. Laurinda Alves explicitou que há sempre um outro foco para além das desgraças que acontecem.
Citou o exemplo do ataque às torres, nos EU a para assinalar que ficamos sempre a ver o que é mau, mórbido, já que durante um mês foram essas imagens que passaram.
a directora da XIS refere então que neste caso como no da queda da ponte Entre-os-Rios, o lado mais humanitário fica mais esquecido nas notícias. Por exemplo, artigos que incluam as equipas de salvamento, o seu trabalho e de outros voluntários nestas acções.
Como mudar esta imprensa?
a opinião pública não tem consciência do poder que tem e de dizer o que quer, entende.
a revista Xis é então um outro foco de luz, no mundo actual. E ali tentamos fazer sempre mais e melhor, garantiu depois de ter ouvido rasgados elogios à revista que sendo a-confessional é uma das leituras atentas para muitos católicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *