O Congresso Internacional para a Nova Evangelização trouxe a Lisboa as Relíquias de Teresa de Lisieux, jovem carmelita, cuja santidade foi reconhecida pela Igreja.
O Congresso Internacional para a Nova Evangelização trouxe a Lisboa as Relíquias de Teresa de Lisieux, jovem carmelita, cuja santidade foi reconhecida pela Igreja. Sé de Lisboa ao fim da tarde. Um vai e vem constante de devotos e curiosos. a catedral quase repleta de fiéis, em adoração ao Santíssimo Sacramento solenemente exposto. Diante do altar um baú, contendo as relíquias de santa Teresa de Lisieux, mais conhecida por Santa Teresinha do Menino Jesus e da Santa Face.
No ambão uma religiosa explicava em francês a vida da santa padroeira das missões, enquanto um tradutor vertia para português a história que os presentes escutavam com respeito e simpatia.
Dos arcos laterais da Sé, três de cada lado, pendem do alto retratos de santa Teresinha do Menino Jesus, que os fiéis se demoram a contemplar. as datas importantes da sua vida estão elencadas em quatro painéis, oferecidos aos passantes naq nave lateral do lado esquerdo.
a veneração das relíquias tem tido uma grande afluência dos fiéis. a Igreja sempre venerou as relíquias dos mártires e dos santos. a peregrinação dos restos mortais da padroeira das missões pelos caminhos do nosso mundo tem suscitado grande admiração e piedade.
as relíquias não são um amuleto mágico, mas sinais que aproximam do Evangelho, da vida dos santos e da pessoa de Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *