artistas unidos, aos pés de Maria, na Capelinha das aparições cantam a sua devoção a Nossa Senhora, numa oração pelos doentes e mais desprotegidos.
artistas unidos, aos pés de Maria, na Capelinha das aparições cantam a sua devoção a Nossa Senhora, numa oração pelos doentes e mais desprotegidos. Cerca de 80 mil pessoas participaram hoje, na Missa da Esperança, celebrada no Santuário de Fátima. aos milhares de fiéis anónimos juntaram-se artistas conhecidos do grande público.
Durante a recitação do rosário na Capelinha, vários artistas foram entoando algumas canções. a fadista Kátia Guerreiro e a cantora Maria Bethânia estiveram, pela primeira vez, aos pés de Nossa Senhora, entoando canções, nesta celebração. Marco Paulo, padre antónio Maria e Joanna juntaram-se entoando temas relacionados com Nossa Senhora.
Marco Paulo cantou o tema Nossa Senhora , Joana interpretou a padroeira e o padre antónio Maria apresentou Mãe Peregrina , da sua autoria.
Emocionada, a actriz brasileira Cristiane Torloni leu a mensagem do segundo mistério pediu pelos que vivem angustiados sob o peso de doenças incuráveis, ou portadores de segregação social. O momento mais emotivo ocorreu quando leu: Como Mãe, ensinai-nos a rezar baixinho: Pai, se é possível, afasta de mim este cálice; não se faça contudo, a minha vontade , mas a Tua.
O seleccionador nacional de futebol, Luís Felipe Scolari e a apresentadora ana Maria Braga foram outros dos participantes daquele momento de oração na Capelinha das Orações.
Scolari, no quarto mistério pediu pelas vítimas das estradas, dos erros humanos nos hospitais ou nos tribunais; sofremos com os que são prisioneiros de dependências mortais; queremos acompanhar os idosos abandonados a si mesmos.
ana Maria Braga salientou que conhecemos os dramas de tantas guerras, que em tantas nações e em tantos lares, roubam a muitos a vida e a todos a alegria; ansiamos pela paz, que tarda em chegar aos corações, às famílias e ao mundo. Palavras sentidas a que Cristiane Torloni, junto a ana Maria Braga, lhe segredou muito bem.
Os artistas receberam, no final, uma lembrança, das mãos do reitor do Santuário de Fátima, Luciano Guerra. Emoção foi a palavra de ordem, tendo Maria Bethânia dito que se tratou de uma emoção que não tem explicação .
Foi a terceira vez que esta oração pelos doentes e mais desprotegidos, foi feita a partir do Santuário de Fátima para todo o mundo. a iniciativa é do Conselho da Comunidade Luso-brasileira em parceria com a Região de Turismo de Leiria-Fátima e outras entidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *