Ministros da cultura e membros de governo de meia centena de países do Conselho da Europa e do Norte de África participam, a 27 e 28 de Outubro, numa conferência para discutir o diálogo intercultural.
Ministros da cultura e membros de governo de meia centena de países do Conselho da Europa e do Norte de África participam, a 27 e 28 de Outubro, numa conferência para discutir o diálogo intercultural. Sob o título Diálogo intercultural: os caminhos do futuro, a conferência assinala também o encerramento das comemorações do 50º aniversário da Convenção Cultural Europeia, que começaram na Polónia em Dezembro de 2004.
Entre os cerca de 200 participantes contam-se representantes de várias organizações internacionais, como a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), a União Europeia, a Fundação anne Lindh, Centro Norte-Sul, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE).
Uma fonte do ministério da cultura disse á agência Lusa que são esperados os ministros da Cultura da albânia, arménia, Bulgária, Croácia, Chipre, Hungria, Irlanda, Lituânia, Mauritânia, Moldávia, Roménia, San Marino, Sérvia, Eslovénia e Ucrânia. algumas dezenas de Estados far-se-ão representar por vice-ministros e secretários de Estado. a organização convidou também países do Magreb, África e Ásia, a título de observadores, como a argélia, a Mauritânia e o azerbeijão.
Na reunião serão assinados vários documentos estratégicos, entre eles a Declaração de Faro , que incidirão sobre o reforço da cooperação entre os países e as organizações representadas, nas áreas da educação, juventude, cultura, património e comunicação. Segundo o Ministério da Cultura, a escolha do algarve para esta cimeira visa imprimir maior visibilidade à região , onde até ao fim do ano está em curso a iniciativa Faro, Capital Nacional da Cultura 2005 .
a Convenção Cultural Europeia, assinada em Paris em Dezembro de 1954, define o quadro das actividades do Conselho da Europa em matéria de educação, de cultura, de património, de desporto e de juventude.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *