é o sexto Dia do Voluntário Missionário, uma iniciativa da Fundação Evangelização e Culturas, e realiza-se a 5 de Novembro, em Lisboa.
é o sexto Dia do Voluntário Missionário, uma iniciativa da Fundação Evangelização e Culturas, e realiza-se a 5 de Novembro, em Lisboa. a Fundação Evangelização e Culturas (FEC) leva a cabo, a 5 de Novembro, mais um Dia do Voluntário Missionário, desta vez sob o lema Uma Missão: Cinco Continentes.
Neste ano em que decorre o Congresso Internacional para a Nova Evangelização (ICNE), sobre a Missão na Cidade, de 5 a 13 deste mês, em Lisboa, o dia dedicado a estes jovens associa-se ao programa do Congresso, para que possa ser mais um instrumento de anúncio de Cristo à cidade e de dinamização da Igreja portuguesa.
O Dia tem início às 15 horas, com uma caminhada missionária, que parte de cinco locais diferentes: Largo do Rato, Praça de Espanha, Santa apolónia, Largo de Santos e Campo Mártires da Pátria. O objectivo é partir de cinco locais diferentes da cidade de Lisboa que, simbolicamente, são associados aos cinco continentes. Durante a caminhada há um guião que introduz o continente que o grupo representa. a meio do percurso cada pessoa escreve uma mensagem sobre o continente para, posteriormente, enviar a Deus. Nesta actividade, os jovens distribuem mensagens, que explicam, às pessoas com quem se cruzam, quem são, para onde vão e porque vão.
a caminhada converge para o Rossio, ponto de encontro onde todos os jovens se unem em círculo, por faixas coloridas, para rodear toda a Praça. Segue-se uma encenação, pelos caminhantes, das desigualdades no mundo com base no texto Se o mundo fosse uma aldeia de 100 pessoas, neste caso adaptado a 200 pessoas. Por fim, são lançados balões com as mensagens escritas durante a caminhada.
O dia culmina com um jantar partilhado, às 19,30 horas nos claustros do Palácio da Independência, seguido de uma Vigília Missionária, às 21h, na Igreja de São Domingos com a encenação a água, o sangue, o trigo, um livro, uma árvore… o ambiente, a justiça, o desenvolvimento, a educação e a inculturação – dois lados da mesma cor…
Às17 horas, tem início a Festa Kontáki, no Salão Nobre do Palácio da Independência, onde são divulgados osvencedores do concurso Letras e artes – Kontáki, que nasceu na FEC como uma iniciativa criativa de promover o Voluntariado Missionário através da prosa, poesia e pintura/ilustração. além da entrega de prémios (uma viagem ao país de missão, dois cursos de artes plásticas e livros), este momento conta a animação teatral e musical dos Voluntários Missionários. Esta festa coincide com a recepção às Relíquias de Santa Teresa do Menino Jesus (padroeira do congresso), na Sé Patriarcal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *