O apoio à diversidade cultural e a protecção das nações contra os efeitos “negativos” da globalização fazem parte de uma proposta apresentada por membros das Nações Unidas reunidos em Paris.
O apoio à diversidade cultural e a protecção das nações contra os efeitos “negativos” da globalização fazem parte de uma proposta apresentada por membros das Nações Unidas reunidos em Paris. a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) vai votara nova convenção, que conta já com o apoio da França, do Canadá e do Reino Unido. No entanto, os Estados Unidos consideram que a proposta contem muitas falhas e poderá ser usada para bloquear a exportação de filmes de Hollywood e outros produtos culturais.
a proposta segue a política proteccionista já aplicada pela França à sua indústria cinematográfica e à sua música. O governo francêsatribui grandes subsídios aos seus próprios filmes, música, teatro e ópera, para apoiar a herança cultural nacional. Também impõe quotas limitadasà quantidade de material não francês a transmitir na televisão e na rádio.
a nova convenção sobre diversidade cultural, tem como objectivo o reconhecimento da natureza dos vários produtos e serviços culturais. Também vai permitir aos países tomar medidas para proteger as expressões culturais que possam estar ameaçadas.
a maioria dos 191 membros da Unesco deverão apoiar a convenção, que será votada a 20 de Outubro. Os Estados Unidos sãoo grande oponente. Consideram o texto da convenção pouco claro e aberto a várias interpretações.
Teme-se quea aprovação da resoluçãopossa isolar os Estados Unidos, que regressaram à Unesco em 2003, depois de 19 anos de ausência. Se a convenção for aprovada, terá de ser ratificada por 30 estados membros para entrar em vigor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *