Uns cinco mil civis que na semana passada tinham fugido, devido a um combate entre o exército e grupos armados locais, estão agora a voltar a casa.
Uns cinco mil civis que na semana passada tinham fugido, devido a um combate entre o exército e grupos armados locais, estão agora a voltar a casa. O encarregado da informação das Nações Unidas (ONU) local, Idrissa Conteh, disse que ainda não sabemos a situação humanitária, mas planeamos organizar uma missão na região.
Grupos armados atacaram as tropas governamentais pela primeira vez a 27 de Setembro, quando estas guardavam as minas de ouro de Bambu. Milhares de civis fugiram em várias direcções: alguns para as instalações militares nas minas; outros para a cidade de Petsi, a 12 quilómetros. Muitos outros limitaram-se a procurar refúgio na floresta.
as minas estão situadas numa zona montanhosa a 50 quilómetros da capital do distrito Bunia. Fontes governamentais identificaram os atacantes como membros da Frente Nacional e Integracionista, liderada por Floribert Ndjabue e da União dos Patriotas Congoleses, liderada por Thomas Lubanga.
ainda na passada semana o exército conseguiu expulsar os atacantes que fugiram para os seus refúgios na floresta Dala, a 30 quilómetros das minas. Foi reforçada a presença do exército para a região num esforço para tornar a zona mais segura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *