Pela primeira vez, os serviços ferroviários holandeses, pediram perdão pelo papel que desempenharam na deportação de 100 mil judeus para os campos de morte nazis, durante a Segunda Guerra Mundial.
Pela primeira vez, os serviços ferroviários holandeses, pediram perdão pelo papel que desempenharam na deportação de 100 mil judeus para os campos de morte nazis, durante a Segunda Guerra Mundial. Os serviços ferroviários facultaram comboios e pessoal para viagens com destino aos campos da Europa oriental. Os nazis usaram a estação de Muiderpoort, perto de amesterdão, para a última grande deportação de judeus a 29 de Setembro 1943.
O pedido de perdão vem quando os grupos judeus estão a preparar uma campanha em Muiderpoort contra o racismo, considerado um problema em crescimento nos Países Baixos. Os cartazes, com a mensagem O comboio para auschwitz parou aqui e Quem é o próximo? vão ser colocados em todas as estações do país.
Os grupos judeus inicialmente projectaram usar cartazes com fotos de judeus a ser forçados a entrar nos comboios durante a Segunda Guerra Mundial. No entanto, optaram por textos. Os sobreviventes do Holocausto queixaram-se das fortes emoções que as imagens lhes causavam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *