Com o número de órfãos a aumentar na Namí­bia devido à Sida, os que ficam com o cuidado das crianças dão apoio emocional uns aos outros.
Com o número de órfãos a aumentar na Namí­bia devido à Sida, os que ficam com o cuidado das crianças dão apoio emocional uns aos outros. Todas as semanas um grupo de avós e pais adoptivos reúnem-se na sombra de uma árvore em Katutura, um subúrbio da capital Windhoek, para partilhar as suas experiências no cuidado de crianças órfãs, algumas também infectadas com o vírus.
De acordo com estatísticas nacionais, a população órfã na Namíbia deve chegar aos 200 mil nos próximos cinco anos, com o peso da responsabilidade de cuidar estas crianças a ser partilhado entre os membros da família.
agnes Tom, coordenadora comunitária da Rede de apoio Mulher e Sida, explica que o centro sempre tentou localizar os familiares das crianças, na esperança de que eles possam dar-lhes um lar, mas muitas crianças são cuidadas pelas avós e por famílias adoptivas.
Voluntários da organização Baby Haven fazem visitas frequentes às famílias adoptivas, oferecendo assistência para medicinas e produtos de higiene. Sempre que temos alguma coisa para partilhar levamos às famílias, disse Tom. O centro também entrega comida para outras crianças vulneráveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *