O aumento da temperatura mundial pode causar um aumento significativo de doenças na Ásia e nações das ilhas do Pacífico, conduzindo a conflitos e deixando milhões de pessoas deslocadas.
O aumento da temperatura mundial pode causar um aumento significativo de doenças na Ásia e nações das ilhas do Pacífico, conduzindo a conflitos e deixando milhões de pessoas deslocadas. O aquecimento global no ano 2100 pode causar mais secas, inundações e tufões, e aumentar os casos de malária, febre do dengue e cólera, concluiu o relatório sobre o impacto na saúde do aumento das temperaturas.
Compilado pela associação Médica australiana (aMa) e a Fundação de Conservação da austrália, líderes entre os grupos médicos e ambientais, o estudo prevê que as temperaturas vão aumentar entre um e seis graus celsos até 2100.
Não se trata de um longo verão e uma curta estação apropriada para os desportos de Inverno, disse Mukesh Haikerwal, presidente da aMa. as mudanças no clima vão causar danos à nossa saúde.como resultado as pessoas vão ficar doentes. as pessoas vão morrer em grande número enquanto a nossa terra, o nosso mundo e a nossa casa, aquecem.
Na austrália, Haikerwal disse que umas 15 mil pessoas podem morrer cada ano devido ao calor em 2100, muito mais que as mil por ano que presentemente morrem, ao mesmo tempo que a febre do dengue e outras doenças transmitidas por mosquitos podem atingir Sydney, capital do país.
Com o aumento do stress causado pelo calor é provável que haja uma mudança para governos autoritários, pode ler-se no relatório. No pior dos casos, incapacidade em larga escala do estado e conflitos gerais podem provocar a deslocação forçada de milhões de pessoas na região do Pacífico asiático, levar ao colapso generalizado da lei e inúmeros abusos dos direitos humanos.
O relatório prevê também o aumento da produção agrícola em algumas partes do norte da Ásia, mas diminui nos países do sul do continente, com o aumento de inundações, secas, fogos florestais e ciclones tropicais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *