Ide e anunciai. O envio no final de cada eucaristia serve de lema para todos os que participaram, neste fim de semana, nas Jornadas Missionárias, em Fátima.
Ide e anunciai. O envio no final de cada eucaristia serve de lema para todos os que participaram, neste fim de semana, nas Jornadas Missionárias, em Fátima. Reunidos sob o tema Eucaristia fonte de missão, os mais de quinhentos congressistas, dos quais centena e meia jovens, foram enviados a anunciar no dia a dia.
Enviados também foram, nesta eucaristia solene, 12 pessoas que irão trabalhar nas missões: padres eirmãs, de diversos institutos, e uma leiga que parte já amanhã.
ao longo de mais de dois dias, os participantes tiveram a oportunidade de se aperceber da importância da eucaristia na vida de um cristão e na sua acção como missionário.
No último dia dos trabalhos (hoje), o director da Obra Católica das Migrações, padre Rui Pedro relatou casos da vivência da eucaristia nas fronteiras da sociedade. Deixou o apelo: é preciso abrir novos caminhos de solidariedade ao serviço dos que se encontram nas margens da sociedade.
Margens estas que tanto podem ser imigrantes que professam outra religião como os próprios católicos que se encontram em situações irregulares.
ainda durante a manhã, Torres Neiva salientou que a Fronteira será cada vez mais espaço de futuro. Ou seja, são as situações de pessoas nas margens da sociedade que nos ajudam a viver a espiritualidade missionária.
À tarde, quatro leigos partilharam com os congressistas a suas experiências de missão e do modo como a eucaristia faz parte da sua vida.
Em 2006, as Jornadas Missionárias realizam-se de 15 a 17 de Setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *